Escolha uma Página

Fome Noturna – Por que tenho mais fome à noite?

Fome Noturna – Muitas pessoas sofrem com o problema de terem fome à noite, o que coloca o processo de perda de peso em risco. Outras têm uma verdadeira necessidade de comer em período noturno e isso pode ter a ver com desequilíbrio do seu metabolismo ou dos hormônios – a conhecida Síndrome da Fome Noturna. Veja mais sobre estes problemas e saiba como driblar a situação.

Perda de peso e a fome noturna

Comer mais à noite pode ter a ver com um comportamento inadequado em relação a alimentação como um todo. As pessoas que fazem dietas restritivas e pulam refeições ou não se alimentam adequadamente, uma hora sentirão fome, pois o seu metabolismo está desacelerado. A pessoa passo o dia sem comer direito e, adivinhe: terá fome à noite.

Se este for o seu caso, reveja os seus hábitos e comece uma reeducação alimentar refeições saudáveis e a cada 3 horas. Na primeira semana, conseguirá controlar a fome noturna e efetuará a perda de peso.

Fome Noturna

No caso dos compulsivos por comida, pode parecer que à noite a fome é maior, mas na verdade a todo momento você está comendo e colocando no alimento a ansiedade e as emoções em descontrole. Neste caso, é preciso recorrer a um especialista na área de nutrição e até mesmo a um psicólogo, pois pode haver questões emocionais envolvidas. Mesmo assim, terá que efetivar uma mudança de hábitos.

Síndrome da Fome Noturna

Há ainda um outro problema relacionado à perda de peso (ou à incapacidade de perder peso) e à fome à noite: é a Síndrome da Fome Noturna (ou Síndrome Alimentar Noturno ou Síndrome do Comer Noturno), conhecida desde a década de 1950, também chamada de hiperfagia, ou seja, o consumo alto de calorias neste período; a ausência de fome pela manhã e ausência de desjejum, além de problemas de sono, insônia e apneia.

Saiba que se você tem este problema, não está sozinha, pois cerca de 25% da população mundial apresenta aumento de peso e 11% possui esta síndrome. A causa principal é a falta de regulação neuroendócrina relacionados ao ritmo circadiano.

Confira este vídeo do programa Você Bonita sobre o assunto:

É bem simples: hormônios como a melatonina, que é liberado durante o sono, os genes do nosso organismo que são reguladores do tempo, juntamente com a serotonina, ditam o ritmo circadiano – o ritmo do corpo, que separa os comportamentos do dia e da noite e faz os ajustes necessários.

Fome Noturna

Se houver desequilíbrio entre a produção de melatonina, dos genes e da serotonina, a pessoa acaba tendo muita fome à noite, perda do apetite de dia e problemas com o sono. Isso acontece principalmente com o aumento de peso repentino.

Fome Noturna

Mas é bem simples solucionar este problema e é mais fácil do que se pensa efetivar a perda de peso, porém pode levar algum tempo para o corpo se acostumar novamente com seu ritmo correto:

  • Fazer exercícios para ativar o metabolismo – devem ser diários, mas nunca à noite.
  • Evitar alimentos ricos em gordura, produtos industrializados, excesso de açúcar – é preciso resistir ao máximo.
  • Ingerir mais fibras e menos calorias.
  • Beber pelo menos 3 litros de água diariamente.
  • Ter horários fixos para dormir.
  • Evitar ao máximo situações de estresse.
  • Pessoas com depressão e ansiedade ou aquelas com trabalhos noturnos são mais propensas – buscar ajuda especializada neste caso.
  • Tomar suplemento natural de melatonina – tem em qualquer farmácia e não custa caro.
  • Fazer yoga e meditar.
  • Parar de fumar e não usar álcool.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe agora!

Se gostou compartilhe com seus amigos e familiares!