Escolha uma Página

Dia internacional das mulheres – O que isso significa?

Dia internacional das mulheres – podemos observar que nos últimos anos as próprias mulheres têm se interessado em serem mais participativas na luta pelos direitos civis iguais e condições mais dignas de trabalho e sobrevivência. Só por isso já há motivos para comemorar, pois aos poucos as mulheres de todas as classes sociais estão se unindo e se defendendo da opressão de uma sociedade ainda muito sexista. Mas você conhece o significado do Dia Internacional das Mulheres?

O que é o Dia Internacional das Mulheres?

Desde sempre, mulheres de todas as culturas tentam buscar equanimidade entre homens e mulheres no que diz respeito aos direitos civis. Contudo, no século XIX este movimento se destacou por ser uma união organizada e sistematizada que se espalhou por todo o mundo.

Dia Internacional das Mulheres, mulheres em passeata comemorando

Como nesta época as mulheres cumpriam jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias com salários medíocres em plena Revolução Industrial, a revolta e as greves tornaram-se frequentes para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil. Uma indicação de filme para ver neste 8 de março é As Sufragistas, que acaba de sair nos cinemas de todo o Brasil e retrata a luta feminina no início do século XX – veja abaixo o trailer:

Você pode estar pensando: “se considerarmos a vida da mulher moderna, que trabalha fora e ainda tem que cuidar dos filhos, do marido, da casa e ainda se aperfeiçoar e estudar, pouca coisa mudou”. Em partes, é verdade, pois ainda temos uma vida conturbada e muito injusta em relação aos homens. Mas muitas coisas mudaram e muitas coisas ainda devem mudar.

Para se ter uma ideia, apenas em 1945 a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que garantia os princípios de igualdade entre homens e mulheres. Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, e apenas em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher como “8 de março”.

Esta data significa a mobilização para a conquista de direitos civis igualitários, questionamento das discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres e uma série de outras críticas e mudanças.

Dados alarmantes sobre os direitos femininos

Há muito o que fazer em termos de direitos iguais, desde a divisão de tarefas domésticas aos melhores e mais justos salários para pessoas de gêneros diferentes que realizam a mesma função, desde o direito de amamentar o filho em espaço público sem ser molestada por ninguém ao acesso às necessidades básicas, como escola e atendimento obstetrício sem riscos de violência, por exemplo.

Um dado alarmante foi à imprensa nesta semana de comemoração do Dia Internacional das Mulheres: quase 16 milhões de meninas no mundo, entre 6 e 11 anos, não irão nunca à escola, se se mantiverem as tendências atuais – veja a matéria na íntegra aqui. O mundo não muda sem educação e as condições das mulheres também não. No Brasil, 50,4% das mortes entre as mulheres são causadas pelo companheiro ou alguém da família – outro dado assustador – veja a reportagem completa aqui. Desta forma, cada direito resgatado e cumprido, cada vitória diária e cada mulher consciente de seu próprio valor é um ganho inestimável.

Confira ainda este artigo que fala da evolução da mulher na sociedade nos últimos 50 anos.

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos, os botões das redes sociais estão logo aqui abaixo é só clicar e compartilhar. Deixe também um comentário, diga-nos o que você achou, conte suas pra gente!

Imagens: Pinterest.

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe agora!

Se gostou compartilhe com seus amigos e familiares!